Frenectomia Labial

O teste conclusivo para a indicação de frenectomia labial (como todos sabem, o freio labial é aquela "pelezinha" que corre do lábio até a gengiva) não é a presença de diastemas (espaços entre os dentes).

Traciona-se gentilmente o lábio superior, afim de se verificar se a mucosa palatina (mucosa do céu da boca) e a mucosa entre os dentes ficará isquemiada (de coloração mais clara pela ausência de circulação sanguinea). Caso positivo, isto indicará que as fibras do freio labial estão inseridas profundamente naquelas regiões, ajudando para a formação dos diastemas.

Neste caso típico, observe a consistência e robustez do freio, firmemente inserido na mucosa entre os dentes.


O procedimento cirúrgico é simples, sob anestesia local, excetuando-se aqueles casos em que a idade reduzida do paciente torne o procedimento mais difícil, quando então indicamos anestesia geral.


Imediatamente após a ressecção do freio

Suturas sem tensão

Peça removida


0 comentários:

Seu comentário, sugestão, crítica ou sugestão é muito importante: